A Universidade Positivo vai mudar?

O Grupo Positivo assinou um acordo para a venda do Centro de Estudos Superiores (CESPO), mantenedor da Universidade Positivo, para a Cruzeiro do Sul Educacional.

Criada em 1965, a Cruzeiro do Sul Educacional, assim como o Positivo, foi fundada por professores. Desde então, suas famílias mantêm o controle do negócio e pautam os valores institucionais do grupo, que vem apresentando uma estratégia consistente de aquisições de instituições de ensino reconhecidas, sempre respeitando as especificidades das regiões onde estão inseridas. Portanto, acreditamos que a expertise e a qualidade de ensino da Cruzeiro do Sul trarão ainda mais ganhos para a Universidade Positivo, em uma nova fase de crescimento.

Em todas as aquisições de instituições de Ensino Superior que realizou até hoje, a Cruzeiro do Sul apresentou uma consistente melhoria de performance acadêmica, com um aumento médio em torno de 20% do IGC (Índice Geral de Cursos, divulgado pelo MEC). Muitos outros interessados na compra, que não tinham esse foco em qualidade, foram desconsiderados.

É importante ressaltar que o nome da Universidade Positivo será mantido, assim como a qualidade dos professores, coordenadores e de toda a equipe continuará a mesma.

Os diplomas emitidos seguem com o nome da Universidade Positivo e continuam com o peso de uma instituição de referência nacional em qualidade acadêmica.

A Cruzeiro do Sul tem o foco em marcas de qualidade, portanto, entende que a Positivo é reconhecida como uma universidade que preza pela educação de excelência, e que conta com profissionais e corpo docente extremamente qualificados. O nome da Universidade Positivo remete a tudo isso.

Este será um novo ciclo de crescimento, onde a união de expertises virtuosas resultará em uma oferta de qualidade sempre superior ao mercado educacional de Curitiba e do Brasil.