Prouni

O QUE É O PROUNI?

 O programa tem como objetivo conceder bolsas de estudo integrais em cursos de Graduação em instituições privadas. É destinado a alunos com renda familiar per capita máxima de um salário mínimo e meio. A seleção é feita por meio das notas obtidas no Enem.

 

QUEM PODE SE INSCREVER?

  • Estudantes que tenham participado do Enem do ano anterior e tenham obtido nota mínima estabelecida pelo MEC;
  • Candidatos com renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa.

O aluno também deverá se enquadrar em alguma das seguintes condições:

  • Ter cursado o Ensino Médio completo em escola da rede pública ou em rede particular, na condição de bolsista integral da própria escola;
  • Ser pessoa com deficiência;
  • Ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrante de quadro de pessoal permanente de instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de Licenciatura. Nesses casos, não há requisitos de renda.

 

COMO POSSO ME CANDIDATAR?

 A inscrição é feita exclusivamente na página do Prouni. O candidato deve informar o número de inscrição e senha utilizada no Enem de 2018, que podem ser consultados na página do Enem.

Ao efetuar a inscrição, o candidato escolhe, em ordem de preferência, até duas opções de instituição, curso e turno dentre as bolsas disponíveis.

O candidato com deficiência ou que se autodeclarar indígena, preto ou pardo pode optar por concorrer a bolsas destinadas a políticas de ações afirmativas.

 

DOCUMENTOS IMPORTANTES

Manual do Bolsista

Edital nº 748 de 09/02/18 – Oferta de vagas para 2018

Portaria Normativa nº 1, de 2 de janeiro de 2015

Edital nº 572 de 11/04/18 – Resultado dos aprovados 2018

 

DOCUMENTOS DA COLAP

Portaria nº 1.132, de 2 de dezembro de 2009

Portaria nº 1.133, de 2 de dezembro de 2009

Resolução nº 282 de 09/10/2017

Portaria nº 563 de 10/10/2017

Perguntas Frequentes

  1. . Como funciona o Prouni?

    A Universidade Positivo abre inscrições apenas uma vez ao ano, normalmente no início do ano letivo, e seleciona os candidatos levando em consideração os cursos desejados, a nota obtida no Enem e a renda familiar per capita.

    Para participar, basta realizar a inscrição em uma única etapa, inteiramente on-line e gratuita, selecionar duas opções de curso em ordem de preferência e acompanhar, nos dias de inscrição, a evolução da nota de corte, que é atualizada diariamente.

    É possível alterar os cursos desejados todos os dias até o fim do prazo de inscrição, procurando aqueles em que sua nota seja superior à nota de corte.

  2. . Quem pode participar do Prouni?

    A participação no Prouni é limitada aos candidatos que se encaixam no perfil socioeconômico de baixa renda. Para participar, é necessário se enquadrar em alguma dessas condições:

    • Ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública
    Para se enquadrar nessa categoria, é necessário ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública ou em escola privada em condição de bolsista integral. Ainda, pode ter cursado parte do Ensino Médio em escola pública e parte em instituição privada com bolsa de 100%. Além disso, é necessária a comprovação de renda familiar bruta per capita que atenda ao critério socioeconômico.
    Importante: a mesma regra deve ser seguida para o estudante que tenha concluído o Ensino Médio pelo supletivo.

    • Possuir alguma deficiência
    No caso dos candidatos com alguma deficiência, é necessário apresentar comprovação no ato da matrícula, juntamente com um comprovante de que atende ao critério socioeconômico do programa.

    • Ser professor da rede pública de ensino
    A participação de professores da rede pública é assegurada pelo programa, e não necessita da comprovação de renda. Entretanto, só é permitida a inscrição nesta modalidade para os cursos de Licenciatura (Matemática, Química, Física, Biologia, História, Geografia e Português) e Pedagogia, para professores no exercício do magistério e que componham o quadro de funcionários efetivos da escola em que atuam.

    Além desses critérios, é necessário atingir a nota mínima exigida pelo MEC de 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento da prova do Enem, com pontuação superior a zero na redação.

  3. . Como se inscrever no Prouni?

    A inscrição do Prouni é realizada em uma única etapa, on-line, no site oficial do programa. Para participar, basta acessar o site nos dias estabelecidos pelo edital e efetuar o cadastro.

    É importante ter em mãos seu CPF e senha de inscrição do Enem do ano anterior, além de algum tempo disponível para responder o questionário sobre sua situação socioeconômica.

  4. . Qual é o cronograma do Prouni?

    O cronograma do Prouni é liberado no site e no aplicativo oficial. Por meio dele, é possível acompanhar as principais datas e evitar perder o período de inscrição, a data da divulgação dos resultados e o prazo para pré-matrícula e confirmação dos dados fornecidos no ato da inscrição.

  5. . Como ver os resultados do Prouni?

    O resultado do Prouni começa a ser calculado logo após o encerramento do prazo de inscrição.

    As vagas são preenchidas em ordem decrescente, em que a nota mais alta obtém o primeiro lugar, até que a última vaga seja preenchida (os candidatos que optarem pela reserva de vagas irão concorrer apenas com as pessoas da mesma modalidade).

    Os candidatos que forem aprovados na primeira opção de curso não poderão concorrer à segunda opção. Só podem concorrer para a segunda opção de curso os candidatos que não foram selecionados para a primeira.

  6. . Quantas chamadas regulares existem em cada semestre para o Prouni?

    São realizadas duas chamadas regulares.

    A cada chamada, os candidatos pré-selecionados têm um prazo para comparecer à Instituição de Ensino Superior, conforme edital vigente.

    Caso o candidato não tenha sido pré-selecionado nas duas chamadas, poderá manifestar o interesse em participar da lista de espera no site do Prouni, conforme os dias estipulados para inscrição e entrega de documentação.

    Os candidatos serão atendidos conforme prioridade de classificação (nota do Enem) em relação à quantidade de vaga para a oferta.

    Importante: os estudantes que tiverem as bolsas concedidas nesse período deverão ser ressarcidos pelas parcelas por eles já pagas relativas ao semestre no qual a bolsa foi concedida.

  7. . Como funciona a lista de espera do Prouni?

    A convocação da lista de espera do Prouni é a última que ocorre no processo seletivo, e convoca os candidatos que não foram selecionados nas chamadas regulares. Para manifestar interesse em participar, o candidato deve acessar a página do Prouni dentro do prazo estipulado no cronograma e no edital vigente.

    Pode participar da lista de espera, exclusivamente para o curso correspondente a sua primeira opção:

    • O estudante não pré-selecionado nas chamadas regulares; e
    • O estudante pré-selecionado em sua segunda opção de curso, reprovado por não formação de turma.

    Pode participar da lista de espera, exclusivamente para o curso correspondente a sua segunda opção:

    • O estudante não pré-selecionado nas chamadas regulares em que tenha ocorrido não formação de turma na sua primeira opção de curso;
    • O estudante não pré-selecionado nas chamadas regulares em que não existam bolsas disponíveis na sua primeira opção de curso; e
    • O estudante pré-selecionado em sua primeira opção de curso, reprovado por não formação de turma.

    Importante: os estudantes que tiverem as bolsas concedidas nesse período deverão ser ressarcidos pelas parcelas por eles já pagas relativas ao semestre no qual a bolsa foi concedida.

  8. . Fui pré-selecionado para o processo seletivo, a bolsa já está garantida?

    Não. Para cada etapa, há regras específicas que devem ser cumpridas para que seja concedida a bolsa ao estudante.

    Chamadas regulares

    Conforme a Portaria Normativa nº 01 de 2015, que regulamenta os processos seletivos do Prouni, Art. 12. – § 7º, a pré-seleção nas chamadas regulares assegura ao estudante apenas a expectativa de direito à bolsa, condicionando seu efetivo usufruto à participação e aprovação no processo seletivo, nos termos dos Arts. 14 a 20, bem como à formação de turma no período letivo inicial, nos termos do Art. 21.

    Lista de espera

    • Conforme a Portaria Normativa nº 01 de 2015, que regulamenta os processos seletivos do Prouni, Art. 22 – § 4º, a manifestação de interesse de que trata o § 1º assegura ao estudante apenas a expectativa de direito à bolsa ofertada, estando a concessão da bolsa condicionada à existência de bolsas disponíveis e ao atendimento de todos os requisitos legais e regulamentares.
  9. . Quais os principais passos do processo seletivo do Prouni?

    O candidato pré-selecionado deverá acessar o link, preencher as informações solicitadas e inserir a documentação digital obrigatória.

    O candidato pré-selecionado deverá enviar on-line toda a documentação pertinente para aferição das informações prestadas no ato da inscrição no processo seletivo. Após análise documental pela coordenação do Prouni e seus representantes, será enviado por e-mail ao candidato o resultado do processo seletivo: aprovação ou reprovação, conforme edital vigente, e o candidato poderá acompanhar on-line o andamento de seu processo, por meio da plataforma Neomind, com acesso com usuário e senha.

    Em caso de aprovação na análise socioeconômica e de documentos, o estudante será convocado para assinatura do termo de concessão de bolsa e realização da matrícula.

    Em caso de reprovação, o estudante poderá participar do próximo processo seletivo, conforme regras do programa.

  10. . O que é a nota de corte do Prouni?

    A nota de corte é igual à nota do último candidato que seria aprovado naquele curso. Essa nota é calculada automaticamente pelo sistema todos os dias, levando em consideração o número de vagas por categoria de concorrência e a nota dos candidatos que se inscreveram.

    Sabendo a nota de corte, é possível ter uma ideia da nota mínima para tentar conseguir uma bolsa naquela modalidade ou curso.

  11. . Qual o critério de desempate?

    No caso de notas idênticas na média aritmética do Enem, o desempate entre os candidatos será determinado de acordo com a seguinte ordem de critérios:

    • Maior nota na prova de redação;
    • Maior nota na prova de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias;
    • Maior nota na prova de Matemática e suas Tecnologias;
    • Maior nota na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias.
  12. . Posso usar a nota de outras edições do Enem para me inscrever?

    Para cada etapa existe uma regra:

    Chamadas regulares e lista de espera

    Para participar, é obrigatório ter feito Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais recente, ou seja, no ano anterior e ter obtido a nota mínima exigida pelo MEC de 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento da prova do Enem, com pontuação superior a zero na redação.

    Bolsas remanescentes

    Nesse caso, é possível se candidatar utilizando a nota do Enem de anos anteriores (a partir de 2010). Essa fase acontece para preencher as vagas que possam ter sobrado depois de encerradas as matrículas dos aprovados no processo regular.

  13. . Como funciona o processo seletivo para bolsas remanescentes?

    As vagas remanescentes são aquelas que sobram depois das duas chamadas regulares e da lista de espera do Prouni, ou seja, as vagas que não foram ocupadas na lista de espera são as bolsas remanescentes.

    Nessa etapa, não tem nota de corte. O candidato que se inscrever primeiro é o que tem o direito de entregar a documentação comprobatória na instituição de Ensino Superior e pleitear a bolsa. Após finalizar a inscrição, o candidato tem os dois dias úteis subsequentes ao da sua inscrição para proceder à comprovação das informações prestadas.

    A conclusão da inscrição assegura ao candidato apenas a expectativa de direito à bolsa, estando sua concessão condicionada à comprovação do atendimento dos requisitos legais e regulamentares do Prouni.

    Importante: as bolsas concedidas nesse período não têm efeitos retroativos, vigendo a partir da data de emissão do termo de concessão de bolsa. Portanto, o estudante contemplado com bolsa remanescente não tem direito ao ressarcimento das parcelas já pagas.

    O candidato que já está matriculado na Universidade Positivo pode se inscrever para a bolsa remanescente em curso de área afim da própria instituição, com o objetivo de transferência da bolsa para o curso em que se encontra regularmente matriculado.

  14. . Como é feita a manutenção da bolsa do Prouni?

    A bolsa deverá ser atualizada semestralmente, independentemente do regime letivo do curso, com emissão do respectivo termo de atualização. A atualização da bolsa deverá ser precedida de confirmação da regularidade de matrícula e do rendimento acadêmico do estudante, procedimento de responsabilidade do coordenador do Prouni na instituição, nos termos da Portaria Normativa MEC nº 19, de 20 de novembro de 2008.

    A validade do termo de atualização está condicionada à assinatura digital pela instituição e manual pelo bolsista.

  15. . Como fazer o trancamento de matrícula e a suspensão da bolsa?

    O aluno que desejar suspender a bolsa e trancar a matrícula poderá fazer a solicitação por meio de protocolo, informando o motivo pelo qual deseja o trancamento.

    De acordo com as normas da instituição, o aluno bolsista poderá permanecer com a matrícula trancada pelo período de 12 meses. Porém, o período em que a bolsa ficar suspensa é considerado de efetiva utilização, ou seja, é descontado do seu prazo total de utilização.

    Importante: o aluno que pretende reabrir a matrícula deverá comparecer à Central de Atendimento de sua unidade, solicitar a reabertura de matrícula e comunicar o setor de Financiamento que deseja reverter a suspensão para utilização da bolsa.

  16. . Estou com a matrícula trancada, preciso assinar o termo de renovação?

    Não. Para o aluno que está com a matrícula trancada, a assinatura não é obrigatória.

    Também não precisam assinar a atualização da bolsa:

    • Alunos em intercâmbio;
    • Alunos que tiveram a concessão da bolsa no semestre vigente, pois já assinaram o termo de concessão.

  17. . Como fazer a transferência da bolsa Prouni?

    A transferência pode ser feita para cursos afins, desde que as instituições de origem e de destino estejam de acordo com a transferência; a instituição e o respectivo curso para o qual o estudante deseja se transferir estejam regularmente credenciados no programa; e exista vaga no curso para o qual o estudante deseja se transferir.

    Transferência interna

    • Devido às normas da instituição, a transferência de curso, turno ou unidade é autorizada com no mínimo um ano de frequência no curso em que o candidato foi aprovado no Prouni.
    • A solicitação deverá ser feita por meio do protocolo on-line,  e será avaliada conforme normas da instituição e manual do bolsista Prouni, podendo ser deferido ou indeferido.

    Transferência externa

    • De acordo com a política interna da instituição, a Universidade Positivo não aceita transferência externa da bolsa Prouni. O estudante que desejar usufruir de bolsa Prouni na Universidade Positivo deverá se submeter a novo processo seletivo, conforme regras estabelecidas pelo MEC.

    O aluno da instituição que queira se transferir para outra universidade deverá verificar se a instituição de destino é credenciada no programa e se há vagas no curso em que o aluno deseja se transferir. Após a confirmação dessas informações, poderá solicitar a chave de transferência ao coordenador do Prouni e, em seguida, o cancelamento de sua matrícula acadêmica, evitando cobranças indesejadas.

  18. . O que é bolsa permanência?

    A bolsa permanência é um benefício com o valor máximo equivalente ao praticado na política federal de bolsas de iniciação científica, concedido apenas a estudantes com bolsa integral do Prouni em utilização, matriculados em cursos presenciais com no mínimo seis semestres de duração e cuja carga horária média seja igual ou superior a seis horas diárias de aula, de acordo com os dados cadastrados pela instituição de ensino junto ao MEC.

    O estudante apto ao benefício deverá abrir uma conta corrente individual no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal.

    Em seguida, o estudante deve dirigir-se à unidade em que está matriculado para protocolar a solicitação de bolsa permanência, levando documento de identidade, CPF, comprovante bancário com os dados de sua conta corrente e comprovante de residência, para que seja efetivado seu cadastramento e posteriormente assinado o termo de concessão de bolsa permanência.

    O benefício é cedido conforme disponibilidade de cadastramento no Sisprouni.

  19. . Se eu reprovar, posso perder minha bolsa?

    O estudante deverá ser aprovado em, no mínimo, 75% das disciplinas cursadas em cada período letivo. Caso o estudante não alcance o rendimento necessário, poderá ter a sua bolsa encerrada. Nesse caso, o coordenador do Prouni, juntamente com os professores responsáveis pelas disciplinas em que houve reprovação, poderá analisar as justificativas apresentadas pelo estudante para o rendimento acadêmico insuficiente e autorizar, por duas vezes, a continuidade da bolsa.

  20. . Quando e como devo fazer a justificativa do Prouni?

    O aluno que obteve aproveitamento acadêmico no último período inferior a 75% receberá um comunicado, via e-mail, para realizar a solicitação do protocolo on-line “Prouni – justificativa”, por meio do Aluno On-line, na aba “Secretaria Virtual”, opção “Solicitação de serviços”. Essa solicitação deverá ser realizada no período de rematrícula.

  21. . Quando acontece o encerramento da bolsa?

    A bolsa de estudo será encerrada nos seguintes casos:

    • Encerramento da matrícula do bolsista;
    • Matrícula em instituição pública gratuita;
    • Conclusão de curso de Educação Superior;
    • Não aprovação em, no mínimo, 75% do total das disciplinas cursadas em cada período letivo;
    • Inidoneidade ou falsidade de documento apresentado à instituição pelo bolsista;
    • Término do prazo máximo para conclusão do curso no qual o bolsista está matriculado;
    • Constatada mudança substancial da condição socioeconômica do estudante;
    • Solicitação do bolsista;
    • Decisão ou ordem judicial;
    • Evasão do bolsista;
    • Falecimento do bolsista;
    • Entre outros.
  22. . Qual o prazo de validade da bolsa?

    A bolsa de estudo do Prouni poderá ser utilizada durante o período equivalente a duas vezes o prazo de integralização do curso informado no cadastro e-MEC. No entanto, ao concluir o curso, o estudante deverá ter a bolsa encerrada, não podendo utilizar os semestres restantes para outros cursos ou especializações.

  23. . O Prouni paga minha mensalidade para a Universidade Positivo?

    Não. Conforme disposto na Lei 11096/2005 – Art. 8º, a instituição que aderir ao Prouni ficará isenta de alguns impostos e contribuições no período de vigência do termo de adesão.

    Ou seja, sua mensalidade não é paga pelo Prouni, mas sim convertida em isenção de impostos em vagas ocupadas para alunos regularmente matriculados.

  24. . Eu já tenho diploma de curso superior, posso participar do Prouni para outro curso?

    Não. As bolsas do Prouni são destinadas somente a estudantes que ainda não possuem curso superior.

  25. . Qual a diferença entre o Prouni e o Sisu?

    O Prouni oferece bolsas de estudos em instituições privadas de Educação Superior, em cursos de Graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

    Já o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o sistema informatizado, gerenciado pelo Ministério da Educação, por meio do qual as instituições públicas de Educação Superior participantes selecionarão novos estudantes.

    Tanto o Prouni quanto o Sisu selecionam os candidatos pela nota obtida no Enem.

  26. . O que é Colap (Comissão de Acompanhamento e Controle Social do Programa Universidade para Todos - Prouni)?

    Conforme disposto na Portaria MEC nº 1.132 e nº 1.133 de 2 de dezembro de 2009, as Colaps são órgãos colegiados de natureza consultiva, com função principal de acompanhamento, auditoria e fiscalização do Prouni, recebendo reclamações, denúncias, críticas e sugestões para apresentação, se for o caso, à Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Prouni – Conap.